Você ainda não adicionou produtos ao carrinho

Oferta
Imagem do produto

A Dissonância no Absoluto – Linguagem e Conceito em Hegel

Autor(es): Vânia Lisa Fischer Cossetin

Áreas de Conhecimento (CNPQ):
Coleção:
ISBN: 978-85-7429-995-2. Ano: 2012. Nº de páginas: 280.

R$ 50,00 R$ 30,00


O presente livro objetiva revelar o incontornável dilema hegeliano decorrente de sua recusa a todo Absoluto intuído ou posto irrefletidamente, consequência de seu empenho na elaboração de um sistema filosófico inteligível e discursivo do princípio ao fim. Ou seja, a necessidade inerente ao Absoluto tanto de se exteriorizar e, assim, produzir o contingente, quanto de alcançar a sua plena identidade consigo mesmo liberando-se dele tem na linguagem o seu elemento mediador. O problema é que a pressuposição linguística categorial e a linguagem finita por meio da qual o sistema se expõe precisam ser superadas se considerada a incondicionalidade do pensamento puro a ser provado na Ciência da Lógica. Eis a dualidade aparentemente insuperável entre pensamento e linguagem: como é possível um pensamento ao mesmo tempo absoluto e exprimível se o pens-amento só pode alcançar absolutidade liberando-se dessa linguagem finita, marcada por traços inelimináveis de contingência? Vê-se, então, um Hegel dividido: de um lado, assumindo uma linguagem finita como necessária ao pleno desen-volvimento e exposição do sistema do pensamento puro e, de outro, exigindo apriorismo do pensamento puro, logo tendo de abandonar esta suposta condicionalidade linguística.

Da escrita aos olhos de quem lê

Rua do Comércio, 3000 Bairro Universitário, Ijuí-RS
98700-000

(55) 3332-0217 3332-0222
editorapedidos@unijui.edu.br

Formasde pagamento

Formas de pagamento